Michele Daiana: Diálogos Imaginários

Diálogos Imaginários



- Eu acho que o fato de eu ser mais velha que você te intimida.
- Hahaha é claro que não! Por que você acha?

- Não ri! Eu tenho mais experiência de vida, já visitei países que você nem imagina que existam, namorei jornalistas, historiadores, físicos e até um lutador de boxe. Eu conheço muito mais de mundo que você.
- E isso me intimidaria porque? Isso tudo me fascina. Você consegue conversar sobre qualquer assunto e tem opinião estabelecida para falar deles porque já viveu várias situações em que teve que lidar com esse tipo de questionamento. Você conhece de artes a jogos de computador, e os livros que você leu não caberiam na minha sala. Eu sou só um garoto perto de você, e nem temos tantos anos de diferença assim.
- E isso tudo não te intimida? O fato de eu ter vivenciado tantas coisas a mais que você, eu ter fracassado, acertado, investido e apostado tantas vezes antes de apostarmos juntos. Sabe?
- Nem um pouco. Me envolve, dá vontade de não parar nunca de conversar contigo. Seu perfume já me ensina alguma coisa nova todos os dias. A estação que você põe no rádio, até ela já me ensinou sobre economia e finanças. Aquele risoto de limão siciliano que você faz, por exemplo, me ensinou qual é o arroz certo para ele ficar cremoso. Só pelo fato de estar ao seu lado eu já me sinto uma pessoa melhor, mais inteligente, que posso aprender mais e mais a cada instante. Eu não quero perder um minuto de conversa com você.
- Dessa forma que você diz, eu que me sinto intimidada. E fico até um pouco acuada.
- Como assim? Você é fantástica!
- Você depositou tantas expectativas em meus ombros nessa conversa que eu sei que não vou cumprir. Você vai acordar um dia e enxergar que meus cabelos embaraçados não dizem nada, não te acrescentam nada. Que eu só quero sentar na mesa ao lado da janela e tomar um pouco de café enquanto faço suposições de qual lugar incrível e secreto você está falando em me levar amanhã.

- E eu poderia ficar nessa conversa pelo resto da minha vida, olhando você brincar com a borra no fundo do café e tirando a sua franja do rosto. Em silêncio, em um sorriso, é quando você me ensina mais. Me ensina a viver mais. Não importa se você tem cinco, dez, quinze anos a mais que eu, seu sorriso vai continuar aí, intacto. E é ele que vai resolver todos os meus problemas em uma noite de segunda feira.

Sobre a autora: Debbie Corrano é publicitária, curiosa por natureza e quer conhecer, ler, ser e viver um milhão de coisas ao mesmo tempo. Quer ler mais de seus textos e diálogos acesso o Blog dela já só clicando Aqui!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por deixar seu comentário, sua opinião é muito importante para mim ♥