Michele Daiana: Tomara que chova

Tomara que chova


Amanheceu nublado, incrível como os dias resolveram combinar com a minha alma. Está frio, apesar de já ser primavera. Eu odeio frio, mas não tenho reclamado porque tudo que eu tenho feito nos meus últimos dias é ficar na cama, até estou com dor nas costas. Menti para os meus pais que estou doente só para não ter que levantar e enfrentar o mundo lá fora. Ultimamente tem me faltado coragem para tudo, não sei o que me espera e talvez eu não queira saber. Tenho sentido mais medo que o normal, mas as pessoas me dizem que é uma fase e logo vai passar.  Faltam só mais alguns dias, talvez eu melhore, talvez eu piore. Mas quando está perto do dia eu sempre costumo pensar em tudo que ficou para traz, pessoas importantes que perdi, sonhos que nunca realizei. E de repente tudo ao meu redor começa a dar errado. É sempre assim. Alguns chamam de inferno Astral, mas eu chamo de medo. Medo de ser sempre assim, medo de não seguir o caminho que eu tracei pra mim. Mas logo isso tudo passa, faltam alguns dias para o meu aniversário, e logo tudo isso passa. Eu espero. Mas no meu aniversário, tomara que chova, assim ninguém vem me visitar. Afinal, nunca gostei muito de aniversários. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por deixar seu comentário, sua opinião é muito importante para mim ♥