Michele Daiana: Sobre a minha vida daqui pra frente

Sobre a minha vida daqui pra frente


Eu sei, ando bastante ausente ultimamente, mas é por um bom motivo! Em março estou mudando de cidade e indo morar sozinha. Para quem não sabe moro em Xangri-lá, um município do litoral norte do RS com pouco mais de 10.000 habitantes. Essa não será a primeira vez que saio de casa, já tive duas experiencias bastante frustante antes e em ambas acabei voltando para casa. Porém será a primeira vez que vou morar em outra cidade, nasci aqui e não conheço nada de cidades grandes... Em março realizo um dos meus maiores sonhos, que é me mudar para a capital, Porto Alegre. E também será a primeira vez que ficarei longe da minha família. 

Bom, tudo começou no verão de 2012, quando coloquei na minha cabeça que em 2013 eu iria sair de casa e finalmente, de uma vez por todas iria começar a minha vida, independente e ir para a capital pra estudar, já que na minha cidade as oportunidades de emprego e faculdade são bem poucas. Ainda mais para mim que sempre sonhei além da minha pequena cidade, sempre me senti deslocada aqui e chega uma hora que a gente não consegue mais conviver com esse sentimento. 

Para piorar e aumentar a minha vontade de ir embora, comecei 2013 de uma maneira não muito boa, aparentemente eu vivia uma vida completa e feliz. Estava namorando uma pessoa maravilhosa, morando com meus pais, que sempre me auxiliaram em tudo e tinha um bom emprego. O que mais eu poderia querer? Eu queria o mundo, o incerto, acordar pela manhã sem saber o que me espera naquele dia, queria coisas novas, pessoas novas, novos ares, eu queria voar, mais ali eu não podia. E numa dessas minhas crises de existência cheguei em casa um dia desses desesperada chorando, cansada de tudo, exausta da vida que eu levava e principalmente decidida a mudar. 

E foi isso que eu fiz, no dia seguinte pedi demissão do meu emprego, conversei com meus pais, com meu namorado e me decidi, em março eu começo uma vida nova. Joguei tudo para o alto, abri mão de uma vida confortável para me jogar no incerto, eu sei que minha história é longe daqui, em algum lugar do mundo e se eu não procurar pelo meu lugar, corro o risco de viver uma vida vazia, cheia de saudade de nem sei bem o que. E não é isso o que eu quero. Não quero acordar pela manhã sabendo exatamente como será o meu dia, não quero cruzar sempre com as mesmas pessoas e nem tão pouco percorrer todos os dias o mesmo caminho. Nunca gostei de cidades pequenas, apesar de morar 23 anos em uma, meus sonhos são grandes demais para o limitado, eu quero mesmo é me jogar no mundo e escrever a minha história, mesmo sabendo que para isso, eu terei que abrir mão de muita coisa importante. Pela primeira vez me sinto a borboleta saindo do casulo.

Hoje muitos estão me chamando de louca, meus pais ainda não aceitaram, nem sei mais o que será do meu namoro e eu não sei mais nada de como será daqui para frente, pela primeira vez eu não sei o que vai acontecer na minha vida, e isso é bom, de certa forma. Se vai dar certo, eu não sei, mas eu quero correr esse risco, mais do que nunca, eu quero descobrir, sozinha, ou com quem quiser seguir ao meu lado, mas abrir mão desse sonho, nunca.

2 comentários:

  1. Nossa, é exatamente isso que busco pra mim, algo incerto, novo e repleto de coisas que me surpreendam. Te desejo muita sorte nessa nova etapa e desejo que tu consiga tudo que quer. Lembre-se sempre: "Por mais que seja complicado, o primeiro passo já foi dado, os restantes são apenas detalhes que vão me fortalecer." Muita sorte e sucesso. ;*

    Beijão. ;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! O mais difícil já foi feito mesmo, abrir mão de certas coisas nunca é fácil, mas quando é para o nosso crescimento, acho que sempre vale a pena!

      Beijoos :)

      Excluir

Obrigada por deixar seu comentário, sua opinião é muito importante para mim ♥