Michele Daiana: Longe de Casa

Longe de Casa


Olá leitores do Write about it!
Antes de começar, gostaria de agradecer a Michele pela oportunidade de compartilhar aqui no blog, alguns assuntos relacionados a estilo de vida, maquiagem, opinião e entre outros. Será um prazer estar aqui com vocês, espero que gostem.

Hoje eu quero falar sobre algo que estou vivenciando. Acredito que muitos de vocês podem imaginar como é, outros vivem também ou já viveram e sabem como funciona toda esta “coisa”. Estou falando de sair da casa da família em que vive desde criança e ir morar em outra cidade.

É, assunto sério! (Por favor, não fiquem com uma má impressão sobre mim, mas eu gosto muito de assuntos sérios rs. Prometo escrever sobre coisas mais tranquilas também, amo fazer resenhas, mas isto é assunto para outro post.). Faz 7 meses que tomei esta decisão de sair da casa da minha mãe, infelizmente não foi algo planejado, muito menos de meu gosto, mas foi preciso.

Minha família mora em São Sebastião do Paraíso, uma pequena cidade do sul de Minas Gerais, onde nasci e fui criada, e eu moro em Franca, interior de SP. As duas cidades são bem perto, vou pra “casa” (S.S.Paraíso) todos os finais de semana sem exceção, porque além de meus familiares e amigos, lá mora também o meu namorado (namoro a distância também é assunto pra outra postagem rs). Decidi me mudar por causa da faculdade, como eu disse as cidades são perto uma da outra (78,9 km) e até existem linhas de ônibus que trazem estudantes de Paraíso pra cá, indo e voltando diariamente. Mas esta rotina não ia rolar comigo, além do cansaço, perder quase 3h por dia viajando é muita coisa! Então larguei emprego, criei coragem e vim embora!

Não moro sozinha, vivo em uma república com mais 5 meninas, também estudantes e que tem as famílias longe, apesar das aparências somos completamente diferentes umas das outras. Quando mudei, só conhecia bem superficialmente a minha colega de quarto, as outras garotas eu nunca tinha visto na minha vida! Estamos ali, vivendo juntas, estudando juntas, passando por muitas dificuldades, acaba virando uma segunda família sabe? Mesmo com todas as desavenças. É complicado conviver com pessoas diferentes, não falo só em casa, mas também no trabalho novo, na faculdade, é tudo muito novo, me falaram que eu vou me acostumar, estou esperando o costume rs.

O fato é que apesar de tudo, a gente cresce, cria maturidade, responsabilidade, e isto é muito bom! Não dizem que crescemos com os tombos da vida? Pois é, isto é muito verdade. Se você pensa em sair de casa, ser mais independente ou se será obrigado a fazer isso no futuro (muitos jovens saem de casa por conta da faculdade ou trabalho), saiba que não é fácil, não é legal, mas com o tempo se torna bom, faz parte da construção da pessoa que você será. Você aprende a ficar mais esperto, digo isto por mim que sempre fui muito inocente, e quando a cidade é maior que a sua (meu caso!) é mais estranho ainda. É muito perigoso, você está em um lugar desconhecido (na maioria das vezes), sem a presença dos pais ou responsáveis, é fácil alguém conseguir fazer maldades com você. Tem que ter a cabeça no lugar, muito foco, atenção e tomar bastante cuidado.


No geral, é algo que você vai levar pra vida toda. Segue uma listinha com alguns pontos que tem que ser levados em conta ao morar sozinho:

- Se morar em república, organizem-se entre os membros a limpeza, pagamento de contas e outras tarefas da casa. Fazer uma escala facilita muito e evita possíveis discussões.

- Saiba os limites do seu espaço e do espaço do seu colega de quarto, fique atento a música alta a noite, luz acessa, bagunça pelo chão, isso pode incomodar.

- Se morar sozinho tente ao máximo manter uma rotina de organização, tente não viver só de lanches, é saudável comer comida de “verdade” (é aí que você aprende a cozinhar, caso não saiba).

- Selecione suas amizades e nunca confie demais em alguém, lembre-se que se acontecer algo com você seus amigos e familiares estão longe pra te socorrer.

- Não fique deslumbrado que agora vai morar longe dos pais e o mundo será cor de rosa e você será livre pra fazer o que quiser, depois de um tempo vivendo desse jeito você vai notar que regras é algo magnífico de se manter!

Bom pessoal é isto, tentei não me estender muito no post (acho que não consegui hihihi), mas se tiverem alguma história, dúvida ou querem saber mais sobre a minha experiência de morar longe de casa, comentem aqui no post ou fiquem a vontade para falar comigo nas minhas redes sociais:


Beijos e até semana que vem!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por deixar seu comentário, sua opinião é muito importante para mim ♥